segunda-feira, 19 de novembro de 2018

➡️Medo de demissão leva funcionários de estatais e ministérios a apagar críticas a Bolsonaro das redes sociais

É o caso de Edvaldo Cuaio, da EBC, que conseguiu um encontro com o General Heleno para tentar convencê-lo de que a TV estatal não é petista

Funcionários de estatais, órgãos federais e ministério estão fazendo uma limpa em suas redes sociais e apagando todas as críticas feitas ao presidente eleito Jair Bolsonaro. O motivo: acham que podem manter seus empregos assim.

Os anúncios feitos por Bolsonaro e sua equipe sobre a pretensão de fundir e extinguir ministérios, além de privatizar estatais, deixaram muitos dos funcionários dessas áreas apreensivos. Alguns já correram para encontrar representantes do governo eleito para garantir o emprego. É o caso de Edvaldo Cuaio, da EBC, que conseguiu um encontro com o General Heleno para tentar convencê-lo de que a TV estatal não é petista, não dá prejuízo e não têm tanto apadrinhamento político assim.

Leia também

Funcionários da EBC também tentaram encontros com Sergio Moro e até com o músico Lobão nas últimas semanas, mas não conseguiram. Servidores ligados ao meio-ambiente e à FUNAI também estão perdidos sobre o que fazer para continuarem empregados e como ficaria a situação dos temas ligados às pastas com o governo Bolsonaro.

Fonte: Informação é do Jornal O GLOBO  Publicado no Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil  em  19/11/2018, às  21h24.   





https://lh3.googleusercontent.com/-15TawoL0n0U/UPBtbni031I/AAAAAAAAHbw/K2NBNp4QKoM/s675/facebook-comments.gif


Nenhum comentário:

Postar um comentário